quarta-feira, 12 de setembro de 2012

O Poeta Marginal

O poeta marginal

É fácil ser poeta oficial

Apoiado pela academia

Pela academia ser indicado

Para o vestibular.

Mas o sistema... Caralho!

O sistema é devorador

O sistema monstro devorador

Assimila tudo.

O sistema sabe como manipular

Seus ideólogos estão sempre de plantão.

O sistema não cochila nunca.

Beat ou Marginal

O sistema sempre devora

Assimila tudo.

Não há como fugir

O poeta marginal

Virou burguês

Agora tem conta

No Santander

Para receber

O salário.

No fim do mês.

Copyright© Tom Vital/22/05/2012

Um comentário:

  1. poemas e cifras

    cultura e mercado

    cultura de mercado

    sonetos e moedas

    ResponderExcluir