quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Conversa Fiada


Conversa Fiada



Sou louco
Sou barroco
Prático
Nunca teórico
Arquiteto dissimétrico
De um mundo caótico.




Já fui zoneiro
Viciado em puta
Mas amar é para quem sabe
Não Paquequer
Amar... Amor...
Dessa arte
Quero ser aprendiz sempre.


Ninguém me abraça
Ninguém me beija
Ninguém me empresta a Veja
Ninguém me chupa o pau
Ninguém me empresta a Carta Capital.




Leio O Pasquim
O Diário Da Tarde
A Razão, da Luana e do Jonusan
E a Lista Telefônica
Do Alto Médio Rio
Das velhas.
Copyright ₢ Tom Vital/22/02/2002

Nenhum comentário:

Postar um comentário