quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Vespasiano


Vespasiano

 

 
Noite alta

Céu de prata

O sapo coaxa

A lua gorda se acha

Dona da noite

A dama-da-noite exala

Seu cheiro inebriante

Louco e ébrio

Feito um lobisomem

No cio

Devoro o mais belo

E quente traseiro

De Vespasiano

Debaixo de um pé

De aroeira

Que é madeira

Pra dá em doido.

©tom vital/16/12/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário