sábado, 2 de julho de 2011

Livro

Livro

Ah!Como é difícil

Resistir à salutar tentação

De se entrar em uma livraria

Para comprar um bom livro

É algo assim...

Como um vício

Mas um vício bom.


 

Em tempos idos

Tive uma namorada

De nome Tecla.

Era morena

Era bela

Era fada.

Hoje deve

Está bruxinha...


 

Mas sempre que eu tentava

Incutir-lhe

O gosto pela leitura.

Ela vinha

Com o mesmo e velho bordão

Usado para qualificar

Ou será desqualificar?

Todo e qualquer assunto

Que não fosse

De seu inteiro agrado:

"Pra quem gosta

"É um prato cheio..."


 

Como já disse

Ela também

Era um prato cheio.

Hum!...

E que prato.

Mas um dia

Nossos caminhos

Se descruzaram.


 

E durante algum tempo

Me vi privado

Do bem-bom da vida...

Que é o amor

Em toda sua plenitude.


 

Bendito seja

Esses tempos produtivos

De grata inspiração poética.

Maldito seja

Esses tempos difíceis

De recursos parcos.

Em que não posso

Dispor de meu soldo

Tão livremente.


 

Livros!

Benditos sejam

Todos os livros

Que sempre me dão

Prazer e alegria

Na hora certa

Na medida exata...

Copyright©Tom Vital/05/08/2002


 

2 comentários:

  1. Rsrsrs que pena que vocês terminaram. Sabe, isso me lembrou meu namorado, começamos a pouco e eu fico às vezes boba com a semelhança entre nós, inclusive o doce e produtivo gosto pela leitura, uma vez ele me pediu para que eu lhe lesse um poema, Rsrsrs confesso que de princípio achei um pouco diferente, mas adorei a cumplicidade.
    Os livros são mesmo magníficos.Rsrsrs que pena que vocês terminaram. Sabe, isso me lembrou meu namorado, começamos a pouco e eu fico às vezes boba com a semelhança entre nós, inclusive o doce e produtivo gosto pela leitura, uma vez ele me pediu para que eu lhe lesse um poema, Rsrsrs confesso que de princípio achei um pouco diferente, mas adorei a cumplicidade.
    Os livros são mesmo magníficos.

    ResponderExcluir
  2. Não sei porque, mas meus comentários estão duplicando agora. Kkkkk

    ResponderExcluir