sábado, 25 de agosto de 2012

Liberdade

Livre como o gato

Que enterra o seu cocô na areia.

Livre como o cão

Que mija em cada poste de rua

Que encontra pela frente.

Livre como o lobo

Que uiva á noite

Para uma amante

Imaginaria que só ele

Apenas ele

É capaz de enxergar

Na face da lua cheia.

Livre como o poeta

Que sonha com

Mulheres nuvens

E ninfas de absinto.

Livre livre, livre.

Como Jack kerouac

E Neal Cassady

Em Ond The Road.

Livre, livre assim

Eu gostaria de viver

Bem longe do Fêici Búqui.

Mas os tempos são outros

E como todo artista

Que se preza

Tenho que utilizar

As ferramentas do meu tempo.

Mas ainda não dei

Nenhuma tuitada

Continuo é dando

Graças ao bom deus

Estocadas,gostosas

Estocadas.

Em bundas vagas

Vagas bundas

Ou não.

Copyright © Tom Vital/25/08/2012


 

2 comentários:

  1. Olá, parabéns pelo seu blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir
  2. estocar bundas no méxico, numa viagem sem destino, sal paradiases.

    ResponderExcluir