sábado, 1 de junho de 2013

Namorada De Sábado À Noite


Namorada De Sábado À Noite
Eu não sei nada da morte
Eu não sei nada do Norte
Mas sou um cara de sorte
Pois você é minha garota
Minha linda namorada
De sábado à noite.
Lá na discoteca:
Terceiro Mundo.
Terceiro mundinho
Mundinho da gente.
Onde a gente se amassa
E se agita...
Ao som do Led Zeppelin
E do Black Sabbath.
Bebendo vinho barato
E curtindo outros baratos.
E como a grana é pouca
Mais tarde,
Quando o baile acaba
A gente se ama
Sob a luz do luar.
Depois quando,
A manhã de domingo
Vem chegando bem de mansinho
Eu acompanho você
Até a porta de sua casa
E sigo a pé para o meu destino.
E fico a semana inteira
A espera do próximo sábado.
Sim! Eu não sei nada da morte
Eu não sei nada do Norte
Mas sou um cara de sorte
Pois você é minha garota
Minha linda namorada
De sábado à noite.

 

Copyright© TOM/Vital/Algum dia de 1987...

Um comentário:

  1. li seu poema, um dos melhores, esse eu queria roubar...

    acabei de ler e fui ouvir....

    http://www.youtube.com/watch?v=igvWpqX_FqQ

    ResponderExcluir