domingo, 20 de outubro de 2013

A Prima Pobre Que Pariu E Depois Sumiu


A Prima Pobre Que Pariu E Depois Sumiu
Deixa o tempo fechar
Deixa a chuva cair
Estou pensando,
Na prima pobre
Que pariu
E depois sumiu.
Não se mire em mim
Não sou espelho
E nem quero está
Na alça de mira
De qualquer franco atirador.
Não, definitivamente não
Não sou exemplo pra ninguém
Nem pro meu filho
Nem pro meu neto
Ou pro meu bisneto
E muito menos
Pra prima pobre
Que pariu e depois sumiu.
Não eu não quero ser exemplo
E nem exemplar.
Sou folhetim de quinta categoria
Mudo mais que a programação do SBT.
Tenho idéias próprias, mas posso mudar de opinião
Caso constate estar errado.
Portanto não me sigam
Não quero cortar o barato de ninguém
Que venha a acreditar em mim.
Deixa eu curtir o meu barato sozinho.
Não dou ponta e nem beata
Se pedir eu apago...
Deixa eu pensar que sou um deus
Enquanto pensar assim
Não encurto a minha jornada.
Mas eu disse que estava pensando
Era na prima pobre que pariu
E depois sumiu.

 


 

Copyright₢ Tom Vital/22/02/1991

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário