domingo, 22 de maio de 2011

Santa Regina de Fátima Deprê

Santa Regina de Fátima Deprê

Não sou santo, antes de tudo sou satírico

Embora seja santo no nome e no sobrenome.

Nunca comprei revista de mulher pelada

As que tenho folheado desde a infância

Encontrei-as no lixo ou foram de empréstimo.


 

Desde sempre o sacro e o profano se confundem

No imaginário popular...

Na capa e nas páginas centrais das revistas masculinas

Deusas brasileiras ou estrangeiras nuas em pêlo

Com seus corpos esculturais

Em poses sensuais e eróticas ditas artísticas.

(Não nego a excelência gráfica e o foto shop)

Como se fosse possível diferenciar

Garotas de programas de prostitutas.


 

Não sou xiita sou egoísta!

Ah! Imagine só aquelas mulheres

Nuas num harém todinhas só para o meu deleite:

Santa Galisteu Santa Sheila Carvalho Santa Reginha poltergeist.

Santa Cleo Pires e outras Santas mais...


 

Na televisão um pastor charlatão de uma poderosa Seita Evangélica

Chuta levianamente a Padroeira do BRASIL

Em Belo Horizonte Atleticano geniosos

Do glorioso Galo mineiro pintam de alvinegro

O irretocável sagrado manto da santa

Retirando do mesmo as cores do rival

Como a provar que o futebol é de fato uma religião.


 

Santa Maria de Hiroshima

Santa Maria Rima Atômica

Regina de Fátima Lima Carvalho me proteja.


 

Sei que irão dizer que estou querendo

Canonizar a minha musa ainda em vida

É que ultimamente tenho achado os seus achaques, ou não

Martírios dignos de uma Santa.

Copyright Tom Vital/07/07/2007


 


 


 


 


 


 


 


 

Um comentário:

  1. Fato. Deus nada tem a ver com religião. Digo sem receio, não sigo nenhuma religião, porque na verdade muitas não passam de um cinismo bem ensaiado.
    Beijo querido.

    ResponderExcluir