sábado, 20 de agosto de 2011

Tenho Um Pássaro Azul Dentro Do Peito

Tenho Um Pássaro Azul Dentro Do Peito.

"Há um pássaro azul no meu coração que quer sair."

Charles Bukowski

Certa manhã

Um pássaro azul

Pousou na soleira

Da minha janela

Ele vinha de Cruzeiro

Disse que voou

A noite inteira

E que trazia um recado

Do poeta Sávio

E o recado era;

"Tenho um pássaro azul

"Dentro do peito."

Dito isso ele se foi.

E eu fiquei o dia inteiro

A ruminar o significado dessa frase

Tenho um pássaro azul

Dentro do peito.....

Até que no fim do dia

Consegui decifrar o enigma...

E a cada transeunte que encontrava

Na rua eu repetia a frase do poeta Sávio

Tenho um pássaro azul dentro do peito

Muitos me olharam, uns assustados

Outros desconfiados

Achando que eu estava leso

Mas uma jovem e bela mulher

Pequena, sensual e fatal...

Assim como um frasco

De perfume raro...

Parece ter compreendido o significado

Pois me sorriu convidativamente!

Convidei-a para um chope rápido?

Ela disse que aceitaria um sorvete:

"Aceito tomar um sorvete colorê

"Com você..."

E durante toda a noite ela

Presenteou-me com a passarinha dela

Que não era azul... Mas vermelho-encarnado

Cor do amor... Cor do desejo...

E agora a toda mulher

Que encontro na rua

E que me fascina,

Esperando que a magia

Se repita

Eu digo feliz

Sorrindo de uma orelha

A outra:

"Tenho um pássaro azul

"Dentro do peito."

Copyright© Tom Vital/20/08/2011

Poema inspirado num comentário

De Sávio Notarangeli no post Viração.


 

Um comentário:

  1. é, blue bird do velho buk.

    bom demais seu poema, tom. imagino vc numa rua cinza, procurando corções azuis e periquitas vemelhas.
    sovete, cerveja, poemas.

    aquele ponto azul na multidão cinza.
    o cimento, aspereza solidificada, em contrataste com a fluidez dõ sorvete colorê, tal como é nas veias cardíacas entrelaçadas no peito, onde um pássaro azul se esconde, porque o mundo é navalhado demais e cheio de pessoas cinzas...

    abração, meu velho. e obrigado

    ResponderExcluir